06
maio
11

Segurança em 1°, 2° e 3° lugar

Passado um mês do episódio que culminou na triste e precoce morte do piloto Gustavo Sondermann pela CopaMontana em Interlagos, um vídeo me chamou atenção essa semana, e me trouxe a vontade de falar um pouco sobre a segurança no automobilismo em geral.

Muito se falou sobre a estrutura do carro da CopaMontana, claro que os problemas do local do acidente também foram exaustivamente debatidos, mas foi assustador ver a pick-up transformada em carro de corrida praticamente desmanchar ao ser atingido por outro carro após voltar à pista depois de ter se chocar contra o muro. Mas será que foi isso que vitimou o jovem piloto? Arriscaria dizer que teve sua parcela de culpa sim, pois alguns outros carros de corridas não fazem vítimas em acidentes aparentemente bem mais fortes.

Na ocasião do acidente o site http://www.nascarbrasil.net/ publicou uma coluna assinada pelo engenheiro brasileiro Laerte Zatta, que já trabalha na categoria americana Nascar há algum tempo, e com palavras muito bem colocadas é possível entender um pouco e comparar.

Basta clicar na imagem pra conferir:

Pensando o quanto a tecnologia das pistas chegam até nós, estejamos na condição de motorista e/ou pedestre, recorri à um amigo que tem autoridade para falar sobre o assunto, que diz:

“Quem nunca viu uma pessoa, talvez mais velha, encontrar um bom e velho fusquinha bater na lata e dizer: Isso é que Chaparia! Hoje em dia os carros parecem feitos com folhas de Papel! Qualquer coisinha amassa!? É engraçado como o conceito de rigidez e dureza da chapa transmite uma sensação de maior segurança ao usuário. O mais engraçado ainda é que exatamente por serem mais “sólidos” os veículos mais antigos traduzem toda a carga, de uma eventual colisão, ao ocupante do veículo, trazendo, invariavelmente, danos físicos maiores aos seus ocupantes. Desta forma, os carros com chapa de “papel” de hoje em dia são Pensados e Projetados para absorver grande parte do impacto e, assim, reduzir os danos aos passageiros sendo, portanto, muito mais seguros.

Além de todas as características estruturais mais modernas, os veículos de hoje são dotados de uma parafernalha eletrônica, como por exemplo: Suspensão eletrônica, controle de tração, assistentes de frenagem (ABS) e Air Bags – de vários tipos, que transmitem aos passageiros uma maior segurança veicular. Muitas dessas tecnologias tiveram origem nas pistas de corrida mundo a fora e foram trazidas para os carros do dia a dia. Afinal de contas, as corridas sempre foram usadas como grandes laboratórios de desenvolvimento de tecnologia.

As características estruturais mais modernas estão sendo pensadas extrapolando o próprio veículo e seus usuários. No Brasil, estamos começando a pensar também no pedestre, o que no mundo a fora já acontece há algum tempo….Afinal de contas os pedestres acabam por ser umas das maiores vítimas do trânsito urbano no mundo de hoje. Como isso é possivel? Modificando a estrutura dos carros de tal forma que absorvam também mais impacto do que o pedestre em caso de um atropelamento, por exemplo. Isso é possível graças do uso de materiais alternativos e mais “moles” do que os atuais.

Em linhas gerais, as indústrias estão tentando fazer carros mais leves e mais flexíveis para os usuários e também para os pedestres. Ou seja, é como se “afinassem” ainda mais as “folhas de papel” (as chapas e estruturas) dos carros mais modernos.

Lembrete importante: Não é porque as Empresas Automobilísticas estão se empenhado em fornecer uma maior segurança aos usuários de seus produtos que vamos sair por aí dirigindo iguais a uns loucos, ok? Segurança em Primeiro Lugar! SEMPRE! Quer correr? Vai pra pista! Trânsito é lugar de Paz e Responsabilidade! “

Eduardo Vianna Filho, Engenheiro Mecânico.

A mensagem é clara, a tecnologia está aí a nosso favor, mas não podemos vacilar, e quando falamos dos esportes automobilísticos, onde tudo é levado ao limite, é onde menos se pode arriscar.

Mas aqui falamos geralmente de Porsche né, ou quase sempre…então lhes mostro o vídeo que me inspirou a falar desse assunto:

Observe a gravidade do acidente, mas o que gostaria de frisar é que o Porsche “se destrói”, mas é aí que está o segredo, a célula de sobrevivência (podemos popularizar como cabine onde o piloto se encontra) fica intacta enquanto o restante do carro vai se desfazendo. Observe também que nesse trecho do circuito em ocasião não há área de escape, e o destaque para o bom carro, o Porsche GT3 CUP, que teve uma ótima absorção de impacto, que não permite que o carro volte para a pista, o que certamente culminaria em conseqüências mais graves para o acontecido. E sim, o piloto sai apenas mancando!

E falando em acidentes automobilisticos e em Porsche é praticamente impossível não lembrar do clássico voo do maravilhoso Porsche GT1 na corrida de LeMans no final da década de noventa. Vejam, e atentem que nessa ocasião o piloto também nada sofreu.

Só mais uma observação técnica, o Porsche GT1 voa ao sair do vacuo do carro a sua frente justamente numa pequena subida, e também pelo fato de ser um carro que tem o assoalho praticamente plano, ou seja, as aletas que deveriam “jogar” a frente do carro pra baixo não foi suficiente quando a corrente de ar o atingiu. Não seria uma falha, pra mim um daqueles conjuntos de fatores que só o acaso explica.

Espero que tenha deixado aqui uma mensagem, que não estamos livre, uma vez que os carros fazem parte da nossa vida, mas podemos tomar grandes precauções e que a tecnologia caminha ao nosso lado.

Abraços e até a próxima.

Tell

Anúncios

1 Response to “Segurança em 1°, 2° e 3° lugar”


  1. 1 Kleber Rosa
    maio 6, 2011 às 8:18 pm

    As aparências enganam quando se trata de carro hein… Hoje são feitos testes rigorosos pra que a estrutura do veículo se deforme, absorva o impacto e proteja os ocupantes numa eventual colisão (embora nem todo carro “barato” consiga cumprir 100% a tarefa). Show de bola o artigo!!! Abraço…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: