12
jul
11

Acidente com Porsche

Excepcionalmente cá estou eu hoje escrevendo aqui no blog, e o motivo é o infeliz acontecido que trouxe a baila o nome da montadora Porsche a todos os telejornais, e mais, a boca de muitos que nem sabem do que se trata.

Primeiramente quero lamentar a vida que foi perdida no acidente, mas não posso deixar de dar a minha opinião sobre a repercussão, e principalmente sobre o fato do ocorrido ter envolvido um Porsche de quase R$700 mil.

Sou de Salvador e vocês de outros estados não imaginam como o assunto está sendo tratado aqui, pois a vítima era parente de um ex-governador do estado da Bahia, e ai começam as minhas críticas, pois esse é um dos “agravantes” para todo o alarde, juntamente com o fato do acidente ter envolvido um super-carrão-esportivo que provavelmente é de um jovem de trinta e poucos anos muito bem sucedido financeiramente.

Não podemos negar a violência do impacto, basta ver as fotos, mas não se pode frisar de forma incisiva que a velocidade estimada de 150km/h foi causada pelo fato do carro que colidiu com o Hyundai ser um “Porsche turbinado” (expressão que um grande portal falou e vários outro copiaram). Eu tenho um Fiat Pálio, motor 1.0, que atinge 150km/h…porém eu nunca experimentei tal velocidade, muito menos dentro da cidade.

Longe de mim defender uma pessoa que não conheço e que provocou a morte de outra, mas e o Edmundo heim?! Tá preso né…ah não, comentou o jogo de futebol no domingo passado. E o cantor Alexandre Pires, também tá crucificado né? Não…mas também se envolveu num acidente com morte.

Espero que todos entendam o que quero falar aqui, que as leis não devem ter tratamento diferente para os que tem dinheiro e/ou são famoso, assim como também não deveria haver tanta ênfase na marca do carro que se envolveu num determinado acidente, ou por acaso foi questionada a segurança do Hyundai Tucson? Apenas falam da ALTÍSSIMA VELOCIDADE QUE O PORSCHE ATINGE.

Quero deixar aqui meus sentimentos a todos que perdem entes queridos nesse trânsito assassino que temos no Brasil, não só nas grandes cidades mas nas estradas, e mais ainda àqueles que a grande mídia se quer noticia por terem acontecido com um Uno, um Gol, uma Kombi…e passam muito mais impunes que os que acontecem com um Porsche envolvido.

Veja algumas fotos do acidente:

Fonte: http://twitter.com/#!/superacidentes

 

Mais uma vez deixo aqui minhas condolências para a família de TODOS que perdem pessoas no trânsito do Brasil, e punição para os responsáveis, independente de quem sejam.

Tell

Anúncios

4 Responses to “Acidente com Porsche”


  1. 1 Luciano Cocchieri
    julho 12, 2011 às 11:35 pm

    É um fato que o carro esporte envolvido estava em velocidade bem acima do permitido para a via trafegada
    (60 Km/h) e infelizmente houve uma morte neste terrivel acidente,contudo ocorre que o veiculo trafegava em
    velocidade aproximadamente 50 % da maxima que este veiculo alcança(provavelmente em torno de 280 a 300 Km/h)
    evidentemente que não se justifica e fica claro que o condutor assumiu um risco muito grande .Entretanto devemos lembrar que o outro veiculo avançou o sinal vermelho,portanto pergunto: u,ma infração sobrepo~e a outra?. qual seria o peso da gravidade de ambas infrações?.E se o fatalismo viesse a atingir o proprietário do carro “” Rápido”?.

    • 2 Leandro
      julho 17, 2011 às 7:42 pm

      Luciano. Foi bom voce ter notado que o post do autor não citou a infração gravíssima cometida pela vítima fatal. Eu sou advogado, mesmo não exerçendo a profissão posso afirmar que no direito isso se chama “culpa concorrente”.
      Os dois condutores assumiram os riscos, os dois estão errados, e os dois pagaram o preço que foi o acidente. Infelizmente a condutora foi a vitima fatal, o que é uma pena, como também poderia ter sido o motorista do Porsche, e isso não mudaria em nada o cenário da culpa concorrente.
      O motorista do Porsche não podia estar naquela velocidade em hipótese alguma e deve ser responsabilazado.
      A motorista da Tucson não poderia ter cruzado o sinal vermelho. Alega-se segurança em passar no sinal vermelho de madrugada, mas isso é uma tremenda idiotice.
      O que voces acham que é mais provavel de acontecer??? Cruzar o sinal vermelho e levar uma porrada de alguem que atravessa no sinal verde(não importa a velocidade deste) ou não parar no sinal e ser assaltado???
      Eu não vejo um bandido em cada cruzamento das cidades, mas eu sempre vejo carros cruzando o sinal verde.

  2. 3 william Borges
    julho 23, 2011 às 2:36 pm

    Poxa, até que enfim pude ler um comentario onde se foi olhado para o outro lado da moeda.
    Tambem sinto muito pela morte da advogada, mas a imprudencia dela ao atravessar o sinal vermelho,
    infelizmente custou-lhe a vida. Estou totalmente de acordo com o comentario do colega que disse que uma infração nao pode se sobrepor a outra. Os dois erraram.

  3. 4 Lara
    outubro 2, 2011 às 11:13 pm

    eu não concordo com os outros comentários. Acho que ela teve cautela ao freiar e verificar se vinha outro carro, vocês conseguem imaginar o que é um carro vindo a 140 km/h? Seria impossível ela saber que tinha carro vindo, e alguém acha mesmo que ele teria freiado o carro (que estava a 140 km/h) caso o sinal estivesse fechado? Acho que qualquer brasileiro, e eu digo qualquer, sabendo da segurança que temos neste país não fica parado em sinal vermelho de madrugada, e eu, pelo que li nos jornais, entendi que ela olhou antes para ver se vinha carro, antes de atravessar o sinal vermelho, mas realmente com essa velocidade ficaria impossível saber…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: